Aqui está a malta rija… da AASM Triatlo.

A maioria das pessoas têm a ideia formada que o triatlo um desporto difícil. Provavelmente pela necessidade de se treinarem 3 modalidades (natação, ciclismo, atletismo) ou porque as provas têm sempre distâncias que não são por si só simples de fazer mesmo sem ser consecutivamente nas três modalidades, ou tão somente pela espectacularidade de imagens televisivas de esforços dramáticos para se alcançar uma vitória ou para se chegar ao final… Ora, é claro que um Triatlo Olímpico (1,5X40X10) não é nada fácil, nem mesmo um sprint (750mtsX20X5) que normalmente são feitos com o coração na garganta, isto durante mais de 2 horas no caso dos Olímpicos ou mais de 1 hora no caso dos Sprints.

Mas… com a distância Half Ironman (1,9X90X21) entramos nos triatlos conhecidos como “longos” que, para além de distâncias de maior respeito, o ciclismo tem que ser feito “sem roda”, isto é, em modo de contra-relógio. No caso do Half Ironman já são necessárias 4 ou 5 horas, e o treino, tem que ser específico porque já não chega ser-se desportista. Mesmo em prova a atitude é outra e as sensações também. Qualquer um está a partir destas distâncias, está-se sujeito a uma “martelada” se não se fez o básico: 1. treino (antes); 2. alimentação (durante); e 3. gestão do esforço (durante)… isto é, habilita-se a sofrer muito para a acabar.

É isto que temos marcado para o próximo dia 29 de Maio, em São Jacinto – Aveiro… e a AASM Triatlo é o clube com mais inscritos.

Repito: a AASM Triatlo é o clube com mais representantes no Triatlo Longo de São Jacinto…

E só por isso, estamos de parabéns…

Os nossos representantes são:
• Carla Mendes
• Daniel Reis
• Emanuel Marques
• José Silva
• Luis Ferreira
• Maria Joana Creissac
• Pedro Pereira
• Pedro Magalhães
• Rui Pena
• Vasco Santos

0 comentários: