Penúltima etapa do Campeonato Nacional de Triatlo com apuramentos da AASM

Luís Ferreira e Pedro Magalhães lutaram este Domingo pelo apuramento para a finalíssima do Campeonato Nacional de Triatlo (marcada para o início de Outubro em Abrantes). Este apuramento é uma das principais metas para muitos dos triatletas nacionais. A luta pelos 80 lugares, que permite participar na principal festa anual do Triatlo Nacional, é muito disputada e, desta feita, também se percebeu que havia muita gente a dar tudo o que tinha para conseguir essa presença. Esta 3ª etapa do CNI realizou-se em Lisboa, junto à Torre de Belém.

Se Luís Ferreira já tinha a sua presença praticamente garantida, foi o Pedro Magalhães quem teve que deixar tudo o que tinha para tentar alcançar esse lugar. Conseguiu alcançar o 86º lugar ABSOLUTO, isto, depois de um 83º lugar em Aveiro. Dos 85 triatletas que ficaram à frente do Pedro Magalhães em Lisboa, há a registar que 4 deles eram brasileiros e 1 israelita, logo, não contam para as contas nacionais, o que poderá dar os pontos que o nosso atleta precisa para o apuramento para a final.

De qualquer forma, é de salientar a excelente prova do Pedro Magalhães. E, já agora, a do Luís Ferreira e da Carla Mendes, que voltou a ser a melhor V1.

Ainda faltam os resultados oficiais dos apuramentos para a finalíssima, mas em Lisboa foi assim:

69º Luís Ferreira (02:18:41) – 9º V1
86º Pedro Magalhães (02:23:22) – 6º SUB 23
100º Rui Pena (02:30:54) – 61º SEN
107º Carla Mendes (02:35:10) – 1ª V1
110º José Silva (02:37:13) – 6º V2

DNF – Diogo Moreira

Acabamos por salientar o azar do Diogo Moreira voltou a cair no segmento de bicicleta, isto depois de uma outra queda em Coimbra (início de Abril) que o impediu de estar nas duas etapas anteriores do CNI. Desta feita, em Lisboa, tinha a sua derradeira oportunidade de apuramento para a finalíssima, encontrando-se muito bem colocado no momento em que ocorreu a queda. Um abraço de reconforto para o Diogo e que o próximo ano traga a realização dessa meta, que está perfeitamente ao alcance das suas capacidades.

0 comentários: