Um olímpico diferente... e o Barros quase a chegar-se à frente...

No passado fim-de-semana realizou-se mais uma prova do Campeonato Nacional de Clubes, em Vila Viçosa, desta feita na distância olímpica.

Já foram muitas as provas que o Nuno Barros mostrou estar a chegar a um excelente nível de forma, e desta feita ficou à beirinha do primeiro lugar (foi 2º no escalão V1), apesar da forte e numerosa concorrência que teve nesta prova. É de fato a prova de que com esforço e persistência se consegue chegar a um bom nível de desempenho nesta modalidade. O exemplo do Barros é para nós todos. Também a Sílvia está de parabéns porque mais uma vez ocupou um lugar de destaque no pódio feminino do escalão V1 (2ª classificada).

Já agora, “um olímpico diferente” porquê? Um triatlo olímpico é composto pelos segmentos de 1,5Km de natação, 40Km de ciclismo e 10Km de corrida. Ora, a situação mais comum é nos 40Km de ciclismo ser permitido o drafting, ou como é mais vulgarmente conhecido, o “andar na roda” ou “em pelotão”. No caso desta prova de Vila Viçosa, a tradição dita que o ciclismo é percorrido no modo contra relógio, não sendo permitido esse “andar na roda”. Parece pouca a diferença, mas as pernas de quem lá foi, sabem bem que a diferença é muita!

E quem lá foi representar a AASM foram os nossos mais bravos triatletas:

82 º Nuno Barros – 2º V1 – 02:36:27
111º Pedro Magalhães – 69º SEN - 02:44:00
142º Diogo Moreira - S23 - 03:00:16 
164ª Sílvia Pedroso – 3ª V1 – 03:25:39
Emanuel Marques  - DNF

Abraço!

1 comentário:

  1. Parabéns para a equipa, que tem animado e de que maneira as provas em que participa.
    A AASM , é já uma referência no panorama do triatlo nacional.
    Bons treinos para todos e força para os próximos desafios.

    ResponderEliminar