Regresso ao Iberman, na 3ª edição

Depois de há dois anos atrás 6 atletas da AASM terem completado a 1ª edição daquela que é a única prova da distância Ironman realizada em território português (com uma parte em Espanha), a presença de triatletas desta equipa voltou a repetir-se no passado sábado, dia 3 de outubro.


Os presentes foram o Paulo Neves, o Rui Pena e o Miguel Vieira. Se os primeiros dois também tinham participado na prova de 2013 (e já com outras experiências anteriores neste tipo de eventos), o Miguel ia estrear-se na distância Ironman.

A prova previa-se uma pouco mais fácil que há dois anos atrás, principalmente porque o segmento de ciclismo era feito em sentido inverso, sendo a fase mais difícil do percurso feita na fase inicial da prova. Mas, seriam sempre 3,8km a nadar, 170km de ciclismo e 42km a correr... Os três triatletas estavam preparados para a prova, embora alguma apreensão num ou noutro momento… (principalmente quem já tem a experiência da distância Ironman, sabe bem ao que o corpo se vai sujeitar)…

Mas os 3 ficaram muito satisfeitos com as provas… Fizeram tudo o que estava ao alcance de cada um deles… e os tempos finais foram o resultado de provas feitas com o esforço ao máximo.
A prova iniciou-se às 7:30h na praia de Monte Gordo, com 2 voltas de 1900mts em mar alto. 

O tempo suavemente encoberto, escondendo o sol, e o mar calmo, facilitaram muito o segmento de natação. Não fossem umas alforrecas que assustaram o pelotão (só isso), tudo teria sido normal. Como se esperava, o Paulo Neves saiu no TOP 50 com cerca de 01:11h... e mais tarde o Miguel e o Rui Pena com 1:24h e 1:25h respetivamente. O ciclismo afigurava-se com a fase decisiva da prova, dado o elevado grau de dificuldade e a necessidade de gerir o esforço que, se levado ao limite, teria um impacto negativo no desempenho na maratona final. Num sobe e desce constante, seguiram para norte, em direção a Alcoutim e depois Mértola, para atravessarem a fronteira com Espanha no Pomarão. Seguiu-se um percurso por Espanha com uma fase final mais rápida, embora com vento contrário nos últimos 20 km, antes de chegarem a Ayamonte. Dos atletas da AASM, o Paulo fez o percurso mais rápido, com 6:05h, seguido-se o Rui Pena (6:17h) e Miguel Vieira (7:08). 

Ficou para o final aquele que é o maior teste à capacidade física de um triatleta: a maratona final. Desta feita, o percurso ligou Ayamonte a Vila Real de Santo António e depois a Monte Gordo, onde se iniciava um trajeto em circuito de 3 voltas entre estas 2 últimas localidades. Os atletas da AASM tiveram aqui um excelente desempenho, com o Paulo Neves a resistir estoicamente à tentativa de aproximação do Rui Pena (um pequeno despique entre os nossos atletas que muito os divertiu e animou na prova)… Nos últimos 4km o Rui Pena ainda fez um enorme esforço de aproximação mas o Paulo resistiu e acabou em 100º lugar geral (14º no escalão) com 12:09… Logo depois chegou o Rui Pena com um tempo de 12:13 (107º lugar da geral e 26º do escalão). O Miguel, estreante, sentiu em pleno a emoção de superar um enorme desafio físico, com uma corrida bem gerida e a ultrapassar por muito pouco a fronteira das 14h (14:01h) - conseguiu um excelente 220º lugar (61º no escalão).

Os 3, já em recuperação, já pensam no próximo...

Resultados dos nossos atletas:
100º (14º M45.49) - Paulo Neves - 12:09:05
107º (26º M40-44) Rui Pena - 12:13:10
220º (61º M40-44) - Miguel Vieira - 14:00:42

0 comentários: