Voltamos à Figueira da Foz, para mais um contra-relógio por equipas

1 de Outubro de 2016, Triatlo da Figueira da Foz, C.N. Clubes, contra-relógio por equipas


Decorreu no passado Sábado, 1 de Outubro, uma das provas mais aguardadas pelos nossos atletas, a prova de contra-relógio por equipas, a última prova do Campeonato Nacional de Clubes.

À semelhança do ano passado levamos à Figueira equipas compostas exclusivamente por atletas do mesmo escalão, tendo conseguido inscrever este ano 5 equipas, uma sénior feminina, duas sénior masculinas e duas de veteranos, uma masculina e uma feminina.


É uma prova que provoca sempre alguma disputa interna entre os atletas dos vários escalões, com os atletas a irem até à Figueira da Foz, sempre prontos a darem o seu máximo. Este ano não foi excepção.

Paralelamente há a competição em si, que este ano permitiu que regressasse-mos a casa com todas as equipas a subir ao pódio.

Este ano a expectativa antes da partida era grande, pois a zona onde se realiza a natação é na foz do Rio Mondego mesmo à entrada do mar. O medo era que as correntes estivessem fortes, à semelhança do ano passado.


Nesta prova, as equipas saem para a água com intervalos de 2 minutos, sendo a ordem de partida feita por sorteio. Calhou à equipa feminina da veteranas da AASM ser a primeira a sair para a água, o que permitiu às restantes equipas, perceber quais as correntes e qual a sua intensidade. Felizmente não havia praticamente correntes o que permitiu um segmento de natação fácil.

Uma das particularidades desta prova é que o tempo que conta para a classificação é o tempo do 3º classificado de cada equipa, por isso a cooperação em equipa é dos factores mais importantes, especialmente no segmento do ciclismo.

No ciclismo, notou-se algum vento norte, sempre que os atletas se afastavam da zona da meta, mas nada que comprometesse as elevadas médias a que andaram os atletas.


Com a última equipa do Triatlo AASM a ser das últimas a iniciar a prova, a expectativa para ver se os atletas sénior masculinos teriam vingado o terem ficado atrás dos veteranos em 2015, manteve-se até final.

Mal o 3º atleta da equipa de veteranos masculinos cortou a meta, era ver os atletas de relógio em punho a comparar os tempos de cada um. A primeira impressão era que mais uma vez a equipa de seniores teria sido batida pelos veteranos, mas por poucos segundos. O que se viria a confirmar, sendo a diferença de escassos 12 segundos.


No final, as duas equipas femininas subiram ao primeiro lugar do pódio, em seniores e veteranas, as duas equipas seniores masculinas ficaram em primeiro e segundo lugar, enquanto que os veteranos masculinos conquistaram o 3º lugar.

Foi mais uma manhã de triatlo muito bem passada.

Classificação Feminina:
5ª (1ª Sen) - Carolina Silva, Joana Creissac e Joana Cunha - 01:23:15
6ª (1ª Vet) - Margarida Reis, Maria João Lima e Sílvia Pedroso - 01:25:10

Classificação Masculina:
17º (3º Vet) - Emanuel Marques, Nuno Abreu, Nuno Barros e Paulo Costa - 01:07:04
18º (1º Sen) - Diogo Madeira, Diogo Moreira, Nuno Vieira, Pedro Magalhães e Pedro Reis - 01:07:16
29º (2º Sen) - Alexandre Ferreira, Bernardo Braga e Fábio Veríssimo - 01:14:49

Parabéns a todos.

0 comentários: